rodrigotown

"O que você sabe sobre ser diferente? - Perguntou a si mesmo do outro lado do espelho" - Rui Hanns

Paulinho Moska - Reflexos e Reflexões

 

Coisas próprias de gente muito pequena…

image

O amigo de um amigo de um primo de um colega me contou que conhece um rapaz que fica sem graça quando uma criança o ‘encara’, mesmo quando é um bebê - aparentemente inocente demais pra se impor de qualquer maneira. Ele não sabe o que fazer, o que dizer. E quando diz ou faz algo, a impressão que tem é de que está, na verdade, assustando a criança. Ou sendo ridículo mesmo. Como ele costuma falar - segundo comentaram: “Eu desaprendi a ser bobo com crianças”. Espero que ele reaprenda. Ele parece esforçado e interessado, e conta agora com a ajuda profissional de uma treinadorazinha linda que um dia vai chamá-lo de g̶a̶t̶i̶n̶h̶o̶  titio. 

image

_______________

10. 09. 14

Adultos são como crianças, só que estão mais usados.
Chiquinha (Chaves)

01. 09. 14


"Você já se deu conta de quanto o seu corpo te ama? Digo, ele está sempre tentando manter você vivendo. É tudo pelo que ele tem pra viver. Seu corpo está se certificando de que você respira enquanto dorme, estancando os sangramentos dos seus cortes, consertando ossos quebrados, encontrando maneiras de vencer as doenças que podem te pegar. Seu corpo, literalmente, te ama demais. É hora de você começar a amar seu corpo também". (autoria desconhecida)

"Você já se deu conta de quanto o seu corpo te ama? Digo, ele está sempre tentando manter você vivendo. É tudo pelo que ele tem pra viver. Seu corpo está se certificando de que você respira enquanto dorme, estancando os sangramentos dos seus cortes, consertando ossos quebrados, encontrando maneiras de vencer as doenças que podem te pegar. Seu corpo, literalmente, te ama demais. É hora de você começar a amar seu corpo também". (autoria desconhecida)

"Subjuntivo", do livro A soma de tudo.

.

Neste livro, David Eagleman  apresenta pequenas histórias e situações que remetem à possível vivência pós-morte e também interpretações irônicas e bem-humoradas sobre as relações estabelecidas entre o homem e a vida eterna.

02. 08. 14

02. 08. 14

02. 08. 14

Deixe-me lhe dar um conselho, bastardo – disse Lannister. – Nunca se esqueça de quem é, porque é certo que o mundo não se esquecerá. Faça disso sua força. Assim, não poderá ser nunca a sua fraqueza. Arme-se com esta lembrança, e ela nunca poderá ser usada para magoá-lo
Tyrion Lannister - personagem de A guerra dos tronos.
A better story

"Once you’ve found that lover
You’re homeward bound
Love is all around
Love is all around”

"I climbed across the mountain tops
Swam all across the ocean blue
I crossed all the lines and I broke all the rules
But baby I broke them all for you
Because even when I was flat broke
You made me feel like a million bucks
Yeah you do and I was made for you”

___________

28. 07. 14

Você é o melhor amigo do seu melhor amigo. Não, pera…

image

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim
que amava Lili que não amava ninguém.
João foi para o Estados Unidos,
Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre,
Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se
e Lili casou com J. Pinto Fernandes que não tinha entrado na história.

Quadrilha - Carlos Drummond de Andrade

17. 07. 14

03. 05. 14

'Que progressos, você me pergunta, já consegui? Comecei a ser amigo de mim mesmo.' Isto foi de fato um grande benefício… Esteja certo de que este homem é amigo de toda a humanidade.
Hecato, citado por Sêneca, em As consolações da filosofia, de Alain de Botton
Se tudo que você tem é um martelo… ou o lado “ruim” das coisas “boas”
image

image

image

Após assistir à animação Detona Ralph - ótima por sinal, recomendo! - fiquei pensando:

Até mesmo ‘Consertar tudo’ (fix it), que a princípio parece ser um comportamento adequado, bom, positivo, pode não ser interessante a depender da situação. Na mesma condição, saber como ‘Detonar tudo’ (wreck it) - comportamento rotulado geralmente de inadequado, ruim, negativo - pode ser mais adaptativo. Assim, não há comportamentos bons ou ruins em si mesmos. O que existem são comportamentos, que são funcionais ou não, dependendo do contexto em que são emitidos. Como sempre, tudo depende das contingências.

Além disso, um repertório comportamental variado é de suma importância para uma vida ‘plena’, já que como disse Abraham Maslow: “se a única ferramenta que você tem é um martelo, tudo começa a se parecer com um prego”.

* * *

"Se não temos repertório para lidar com os/alguns percalços da vida, estes se tornarão mais intensos do que naturalmente seriam. Assim, podemos então compreender o enunciado de Tatiana Lussari: “Sofre menos quem possui repertório mais variado, mais amplo”. Ora, se o repertório de comportamentos de uma pessoa for mais amplo, isto significará maior capacidade de lidar com as adversidades e, portanto, o impacto destas não terá uma intensidade tão grande sobre o sujeito, resultando em menor sofrimento. “A dificuldade não está apenas na vida, está também em nós que não temos repertório para lidar com as contingências inerentes a ela!”complementa o professor Hélio.

(…)

Talvez na área profissional, especializar-se pode ser algo vantajoso. No entanto, esta possibilidade não se enquadra ao campo comportamental. “Especialismos comportamentais” são arriscados. Costumo dizer no consultório que nossa vida precisa estar estabelecida e sustentada por muitos pilares/colunas, e que depositá-la somente em uma pode ser algo bastante perigoso, pois o primeiro abalo sísmico, por mais fraco que seja, será suficiente para nos levar a uma queda de alta intensidade.” 

Tiago Zortéa, no ótimo texto Notas sobre Repertório Comportamental

09. 04. 14

Nature doesn’t recognize good and evil. Nature only recognizes balance and imbalance.
Walter Bishop, in FRINGE